Meu diário de bordo

Olá pessoal

Semana passada eu iniciei aulas in company para aprender Espanhol. É um idioma totalmente novo para mim – nunca fiz aulas de Espanhol.

Então, resolvi aproveitar esta experiência e contar para vocês minhas dificuldades: como estou estudando, quais são os desafios no aprendizado e como está meu desenvolvimento. Meu objetivo é dar exemplos práticos sobre o aprendizado de idiomas para ajudá-los ainda mais.

 

Vamos ao primeiro relato…

 

As aulas serão na empresa em que trabalho. Há cerca de 1 mês, fechamos um grupo de 6 pessoas que nunca estudaram Espanhol e contratamos um professora, indicada por um colega. Logo que fechamos o grupo, a professora indicou os livros e marcamos a data para iniciar a aula, que será toda sexta-feira, das 7h30 às 9h da manhã.

Lição número 1:  unir-se a pessoas com mesmos interesses e histórico que você te ajudará a encontrar um curso em que você vai se adaptar mais facilmente.

Lição número 2: se você quer atingir seu objetivo, esforços extras serão necessários: para chegar às 7h30 da manhã na empresa, em São Paulo, em uma sexta-feira, preciso acordar 30 min mais cedo (ou seja: às 04h50 da manhã).

 

Logo após fecharmos as aulas, pesquisei os valores dos livros em diversos sites e livrarias – comprei um livro em Sebo e outro, pela internet pois não encontrei no Sebo, além de comprar um dicionário. Com esta pesquisa, economizei cerca de R$ 100,00.

Lição número 3: pesquise antes de comprar seus materiais – livros em sebos podem estar em bom estado e vão te ajudar da mesma forma – a própria professora indicou comprar em sebo… Utilize os benefícios da internet – até sebos entregam em casa e mais rápido do que grandes livrarias.

 

O primeiro dia de aula, além de possuir um conteúdo básico do alfabeto em Espanhol, foi o momento em que a professora fez alguns acordos logísticos com a turma e deu suas principais recomendações:

a) As quatro primeiras aulas são fundamentais ao andamento de todo o curso. Por isso, sugere que não falte a nenhuma delas.

b) Se você precisar faltar, estude em dobro em casa para não ficar atrasado em relação à turma.

c) Lição de casa é fundamental e ela vai passar sempre, em grande quantidade.

d) Procure formas de estudar além da lição de casa, principalmente se você não tem contato diário com o idioma.

e) Procure formas que você gosta para estudar, não torne os estudos em um castigo. Escolha filmes, revistas, livros, música – o que você gostar mais para facilitar o seu aprendizado.

Lição número 4: as dicas do blog estão totalmente alinhadas com as dicas da professora: esforço extra é fundamental para aprender qualquer idioma.

 

A próxima aula será após o feriado. Nas próximas semanas, conto como estudei neste tempo e como foi a segunda aula.

 

Até lá!!!

Karen

Anúncios

Colaboração – estude em grupo

Olá pessoal

Uma boa estratégia para iniciar um curso de Inglês (ou qualquer outro idioma), é realizar aulas em grupo, com amigos.

Vocês podem se matricular em uma escola juntos, ou, contratar um professor particular e dividir o valor das aulas. Além do custo reduzir, um incentivará o outro a estudar, fazer as lições e não faltar às aulas!

Além disso, você se sentirá mais confortável e descontraído estudando com uma pessoa que já o conhece.

 

Converse com seus amigos a respeito! Sempre é tempo de começar!

See you,

Karen

Outros métodos de estudo

Olá pessoal

Há alguns dias estava conversando com uma pessoa que gostaria de praticar mais outros idiomas, porém, que não gostaria de fazer isto no computador – afinal, ela trabalha o dia todo no computador e gostaria de encontrar métodos mais “amigáveis”.

Algumas dicas de outros métodos:

– Livros e revistas – hoje há uma variedade grande a um custo não tão alto de livros e revistas importados. Principalmente em sebos (lojas especializadas em livros e revistas usados).

– Filmes e séries – alugue / compre DVDs e assista com legendas em Inglês ou ouse e assista sem legendas.

– Grupos de imersão – é difícil encontrá-los, porém, você mesmo pode reunir amigos que estudam Inglês para praticar o idioma. Algumas escolas já organizam eventos de integração para praticar Inglês, como: movie nights, plays, happy hours etc.

Espero ter ajudado.

Até a próxima!

Karen

Dica de Chat

É completamente natural sentirmos medo de errar. Principalmente quando estamos falando de idiomas.

Esta preocupação só vai desaparecer através da prática.

Nos links ao lado direito, temos vários sites que podem ajudar a superar este medo.

Uma ferramenta recente que também auxilia é do blog English Experts:

http://www.englishexperts.com.br/im/

 

O que mais me chamou atenção é a simplicidade e objetividade da ferramenta.

Take a look and good luck!

Two Heads Are Better Than One

Duas cabeças pensam melhor do que uma!

Quando temos um problema que não conseguimos resolver e pedimos ajuda a alguém, tudo não se torna mais fácil?

Quando ajudamos alguém a resolver um problema, não se ganha mais experiência?

Então, por que não utilizar isto para aprender um novo idioma?

Estudar em grupos permite que você tire suas dúvidas, aprenda mais e também ajude alguém a aprender!

Pense a respeito! Think about it!

Leia mais sobre este assunto nos links abaixo:

http://www.collegeboard.com/student/plan/high-school/50432.html

http://www.how-to-study.com/studygroups.htm