Não se sinta obrigado a aprender Inglês

Olá pessoal

Muitas pessoas me dizem que não conseguem aprender Inglês pois para elas o idioma é uma “obrigação”, uma tarefa árdua, um grande esforço e assim, acabam criando um bloqueio mental e rejeitam as aulas, não sentem vontade de estudar por conta e odeiam fazer lição de casa.

Se você sente isso, minha recomendação é: não se sinta obrigado a aprender Inglês. Procure entender suas necessidades pelas quais você quer aprender o idioma e o que elas lhe trarão de satisfação e benefício no futuro. Pense: “por que quero aprender e por que ficaria isso me deixaria mais feliz?”.

Exemplo – se eu falasse Inglês, eu conseguiria:

– me comunicar com pessoas de outro país no meu trabalho com maior facilidade. Ficaria mais confortável nas reuniões e conferências.

– cantar uma música no karaokê sem que as pessoas rissem de mim.

– ler uma revista ou livro sem dificuldade e sem precisar traduzir tudo para entender o conteúdo.

– escrever um e-mail facilmente, sem precisar recorrer a tradutores na internet.

 

Pense a respeito e bons estudos!!

See you soon,

Karen

Os imprevistos do dia-a-dia

Olá pessoal

Hoje quero chamar a atenção para os imprevistos do dia-a-dia que podem atrapalhar seus estudos.

Aí vão algumas dicas para se atentar diariamente:

evite faltar às aulas – honre o compromisso com seu professor e colegas. Caso haja algum imprevisto, tente remarcar ou repor as aulas. Um cancelamento uma ou outra vez pode acontecer, porém, se toda semana você falta a alguma aula, isso é um problema.

faça as lições de casa – elas vão te ajudar a fixar os conteúdos e se preparar para as próximas aulas.

– se você faz um curso online, tenha um horário fixo ou separe algumas horas por semana para se dedicar aos estudos.

– priorize seus estudos – sempre que surgir um imprevisto, coloque em primeiro lugar seus estudos para depois encaixar o imprevisto nas suas tarefas.

Imprevistos acontecem. Cabe a você gerenciá-los e não deixar que estes imprevistos impeçam seus estudos.

Até logo,

Karen