Aviso aos pais

Olá pessoal

O post de hoje é direcionado aos pais dos alunos que estudam Inglês em escolas de idiomas.

Hoje, sabemos que um curso de Inglês tem um custo elevado aos pais, por mais simples que a escola seja. Muitas vezes, os pais podem se perguntar: ¨será que o investimento vale a pena?¨ “Parece que meu filho não aprendeu nada…” “Devem ser os professores que não são bons…”

Ao invés de ficar se perguntando o que está errado, os pais devem acompanhar desde o início os estudos de seus filhos. Apoiar o aprendizado não é apenas matricular em uma escola, levar e buscar o filho após as aulas. Apoiar é cobrar e ajudar na lição de casa, perguntar sobre as provas, estimular os estudos e recompensar pelos esforços.

Acompanhar os estudos de seus filhos não somente vai ajudar no desempenho deles, mas como também vai aproximá-los e vai lhe ajudar a avaliar se  ensino está adequado e de acordo com o que você contratou quando você fez as matrículas e quando paga as mensalidades.

Sem o estímulo e apoio dos pais, os alunos podem fazer o curso apenas “porque os pais pagam”, sem estudar e aprender o que realmente precisam. Quando crescerem e se depararem ao mercado de trabalho, sentirão falta do idioma e da oportunidade que obtiveram quando eram mais novos – e que muitos adultos hoje em dia gostariam de ter quando eram adolescentes.

See you soon,

Karen

 

Garantia de ensino?

Olá pessoal

Algumas pessoas me perguntam se existe um método que “garante” que a pessoa vai aprender Inglês em pouco tempo.

Como eu já tenho dito no blog, todo aprendizado depende exclusivamente de você.

Não é possível afirmar que certo método ou quantia de tempo vão garantir que você vai aprender Inglês, pois as pessoas são diferentes e aprendem em ritmos diferentes.

O importante é você fixar sua meta e esforçar-se para atingir seu objetivo.

E conte comigo para o que puder ajudar 🙂

See you soon,

Karen

Promessas de Ano Novo

Olá pessoal

Mais um ano está acabando, logo chega a hora das promessas de ano novo.

Se está na sua lista, “começar um curso de Inglês”, ou “terminar um curso de Inglês” ou algo parecido, seguem algumas dicas para que este objetivo não fique para trás:

– Se faltar dinheiro: procure alternativas mais em conta. Há uma infinidade de opções no mercado (veja em “Dicas” artigos sobre os métodos de ensino).

– Se faltar tempo: reflita sobre suas prioridades. Você está gastando o tempo apropriado com cada atividade? O que é mais importante? O que está te atrasando?

– Se faltar disposição: lembre-se dos resultados que você quer alcançar. Por que você quer aprender Inglês? O que isso vai te beneficiar?

 

Boa sorte!!

Espero ter ajudado em 2010 e poder ajudar ainda mais em 2011!

Até a próxima,

Karen

O que avaliar em escolas de Inglês?

Hello everyone!!!

Já escrevemos algumas vezes sobre a questão das diversas metodologias que existem para aprender idiomas. O importante é que cada um descubra qual é seu método preferido e invista nele.

Porém, nas próximas semanas falaremos um pouco sobre cada método – o que você pode se atentar quando estiver pesquisando sobre escolas, livros, professores etc.

Esta semana vamos falar sobre as escolas.

Primeiramente, existem dois tipos de escola: as franquias e não-franquias.

As escolas franqueadas possuem métodos e livros padrões. Algumas criam seus próprios livros, o que faz com que o material seja mais barato.

As escolas não-franqueadas normalmente utilizam livros importados e baseiam seus cursos nestes livros. Os cursos seguem uma metodologia e por não serem padrões, variam as atividades eventualmente.

Independente se você vai optar por uma franquia ou não, alguns pontos importantes a se observar quando estiver pesquisando escolas são:

  • Material – se possível, peça para ver os materiais para analisar o conteúdo. Há foco em Gramática ou mais em Conversação? Há exercícios para fazer em casa? Os livros são didáticos ou muito técnicos?
  • Instalações – há um espaço adequado e silencioso para assistir aulas? Há recursos de áudio ou vídeo?
  • Alunos – pesquise opiniões de alunos da escola sobre o que eles acham dos cursos e principalmente, dos professores
  • Administração – a escola é organizada? Como serão efetuados os pagamentos?
  • Avaliação – qual é o método de avaliação? Como é mensurada a evolução do aluno?

Por último, se possível, assista uma aula gratuita. Nada melhor do que comprovar tudo o que a escola promete, na prática.

Good luck!

See you soon!

Karen