Pensar em Inglês?

Sim, pensar em Inglês!

 

É muito comum, quando estudamos um outro idioma, pensarmos em uma frase em Português e tentarmos expressá-la no outro idioma, ao mesmo tempo…

É aí que acontecem os famosos equívocos, como, por exemplo: “I pretend” não significa “Eu pretendo” e sim “Eu finjo”. O correto é “I intend”.

Tente fazer o oposto: pense em uma frase em Inglês e ao mesmo tempo, expressá-la em Português.

Pode parecer simples, mas leva alguns minutos a mais para pronunciar as palavras do que o normal, não é mesmo?

Precisamos treinar nosso cérebro para pensar e falar em Inglês. Como? Conforme os estudos avançam, a tendência é o aluno se acostumar com esta prática, porém, aqui vão algumas recomendações:

1. Tente ler e interpretar textos sem traduzi-los, apenas tentando compreendê-los pelo contexto;

2. Comece a utilizar dicionários English-English;

3. Introduza o Inglês em sua rotina. Exemplo: configure seu celular para o Inglês ou entre em sites como da BBC ou da CNN para ler algumas notícias.

 

Tudo é uma questão de prática e estudo. Tenho certeza que todos conseguiremos!

Anúncios

Aprender com músicas?

Muitas escolas e professores gostam de utilizar músicas nas aulas de Inglês.

É uma maneira de atrair a atenção dos alunos e também é uma forma mais “divertida” de aprender. Porém, é necessário ter alguns cuidados.

Muitas letras possuem gírias e algumas palavras são pronunciadas incorretamente para dar mais ritmo às músicas.

Minha recomendação é: para praticar Inglês com músicas, prefira de Classic Rock ou músicas românticas. Elas são mais lentas e os artistas pronunciam as palavras de forma bem clara.

 

Que tal um exemplo?

 

Ouça a música e tente acompanhar a letra (lyrics) na tela:

 

 

Um site muito bom para ajudá-los é o Yappr. Você pode escolher os vídeos, ter a tradução e as letras em Inglês. Confira: http://br.yappr.com/welcome/VideoList.action.

 

Very fun, isn’t it?

Are you motivated?

Você está motivado?

 

O artigo no link ao final desta mensagem tocou em um assunto crucial para quem estuda Inglês: motivação.

Sempre que iniciamos alguma tarefa em nossa vida, estamos motivados para conclui-la. Esta motivação pode ser devido a motivos pessoais, profissionais, espirituais…

No caso do Inglês, é necessário, primeiro, identificar se estamos estudando por necessidade ou por prazer, por curiosidade…

Se o seu caso é por necessidade, tente não encarar o Inglês como uma obrigação e sim como uma atividade prazerosa, um investimento, uma diversão!

 

Difícil? Nem tanto… basta estar motivado!

 

Leia o artigo: “Dicas para perseverar no curso de Inglês”

Qual é o melhor método?

Esta é uma pergunta que muitos me fazem…

 

Mas será que o melhor método para aprender Inglês existe?

 

Cada um tem uma facilidade e uma dificuldade diferente para aprender um determinado assunto. Por isso, não é possível generalizar e escolher o melhor método para aprender Inglês.

É necessário que cada aluno se pergunte: o que me agrada mais? O que me ajuda mais? Será que eu aprendo melhor fazendo anotações em aula ou apenas ouvindo? É mais fácil ler um texto ou assistir um filme? Prefiro aulas em grupo ou individuais? Sinto a necessidade de repetir a mesma palavra diversas vezes ou uma vez apenas é suficiente?

 

Há diversos métodos para aprender Inglês. É necessário identificar qual é o que o aluno se adapta melhor.

 

E você? Já descobriu o seu preferido?