Você tem ânimo para estudar Inglês?

Olá pessoal

Já escrevi anteriormente sobre motivação para estudar Inglês, porém, o trecho abaixo do livro “Pensar bem nos faz bem!”, de Mario Sergio Cortella, traduz muito do que falo sobre isso:

“A principal fonte da animação é enxergar sentido em tudo que se faz. Ninguém tem ânimo para ler um livro, para estudar um material, para aprender algo, para trabalhar em alguma atividade se não compreender o sentido daquilo que se está fazendo. A fonte prioritária da animação é a compreensão do sentido.”

Portanto, questione-se: por que preciso aprender Inglês? Qual é meu objetivo? Por que isso é importante para mim?

Quando descobrir o sentido pelo qual precisa aprender Inglês, o ânimo virá automaticamente.

Bons estudos!

Karen

Seu compromisso com o Inglês

Olá pessoal

Estudar Inglês, ou qualquer outro idioma, além de ser uma atividade, é um compromisso que deve ser estabelecido com você mesmo.

Durante seu dia, muitos imprevistos aparecerão e podem lhe impedir de estudar – problemas no trabalho, trânsito, falta de dinheiro, falta de tempo…

Porém, ao estabelecer um compromisso em aprender Inglês, todos os imprevistos possuem soluções que podem ser aplicadas para que não se perca o objetivo de estudar.

Exemplos:

- ocorreu um problema no trabalho e vou faltar na aula de hoje.

Solução: marque uma reposição ou faça uma lição de casa extra para compensar.

 

- perdi o emprego e não tenho dinheiro para continuar as aulas.

Solução: existem diversos sites com lições gratuitas e é possível praticar online, de graça. Vide os links aqui ao lado esquerdo do blog.

 

- trabalho muito e não tenho tempo de estudar.

Solução: aproveite pequenos momentos para praticar: escute músicas ou podcasts no trânsito; leia 30 minutos de notícias ou livros por dia; assista um filme por fim de semana em Inglês, sem legendas.

 

Basta usar criatividade, flexibilidade e manter-se comprometido consigo mesmo para aprender idiomas.

Bons estudos!!

Karen

Para quem você estuda?

Olá pessoal

Hoje gostaria de propor uma reflexão: por que e para quem você estuda Inglês?

Observo que muitos alunos estudam Inglês, fazem cursos e intercâmbios pois gostam de mostrar isto para outras pessoas, como uma prova de realização pessoal. Principalmente com as redes sociais, isso se intensificou e cada vez mais falar Inglês, ou mais de um idioma, é uma questão de status.

Entretanto, aprender idiomas não é para as outras pessoas – é para você mesmo. Durante a aprendizagem, o principal e único beneficiado é o aluno.

Em seus estudos, foque em suas necessidades, objetivos e dificuldades e não pense no que as outras pessoas vão achar de você. Esta atitude também é fundamental para desbloquear medos e ansiedades que lhe impedem em evoluir na aprendizagem.

Bons estudos!

Karen

Não fuja dos estrangeiros

Olá pessoal

Uma das premissas para aprender um idioma é: praticar sempre que possível. Você pode terminar um curso inteiro de idiomas, porém, se não colocá-lo em prática, será difícil avançar em seus conhecimentos.

Observei diversas situações com estrangeiros onde as pessoas são dominadas pelo medo e não conseguem interagir.

Quando você encontra com uma pessoa de outro país, encare como uma oportunidade de treinar o idioma que estuda. Não fique com medo ou vergonha – o estrangeiro sabe que Inglês não é sua língua materna e vai entender se você se enrolar.

O fato de se esforçar e encarar seus receios já vai fazer toda a diferença.

Bons estudos!!

Karen

A ansiedade e o aprendizado de idiomas

Olá pessoal

 

Uma inimiga do aprendizado de idiomas é a ansiedade. Muitas vezes, os alunos têm pressa para aprender e não têm paciência para encarar os estudos. Conclusão: acabam se “atropelando” e não conseguem aprender.

Se você sofre de ansiedade, aí vão algumas dicas:

1) Faça um planejamento realista com datas para atingir suas metas – até quando precisa atingir os níveis desejados de Inglês. Não se cobre e não coloque metas que não consiga encaixar em sua rotina.

2) Confie em seu professor – ouça o que seu professor lhe diz, peça ajuda e acredite que ele vai ajudá-lo.

3) Faça o que seu professor recomendar – faça as lições de casa, siga os conselhos de seu professor. Ele é o especialista que pode te dar dicas preciosas e personalizadas ao seu estilo de aprendizagem e nível de conhecimento do idioma.

Por fim, não desista – ao enfrentar uma dificuldade, não abandone as aulas ou pense que é necessário mudar de professor ou escola. Reflita e veja se não é sua ansiedade tentando te desviar de seus esforços.

Bons estudos!

Karen

Flagrantes do idioma

Olá pessoal

Faz sete anos que o Brasil foi anunciado como país sede desta Copa do Mundo e mesmo assim, nos aeroportos muita gente ainda não fala o básico do Inglês.

Presenciei um grupo de argelinos tentando pedir um café expresso no aeroporto de Navegantes (supostamente, um aeroporto internacional).

Vejam a situação:

Argelino: “coffee expresso”
Atendente: “só no caixa”
Argelino: “no caixa. What is this?”
Atendente: aponta para o caixa (obs.: não havia escrito “caixa” em nenhum lugar)
Argelino: “coffee expresso”
Atendente: “o que?”
Argelino: “coffee expresso” e aponta para o café de outro cliente (ou seja: queria um igual aquele)
Atendente: “puro ou com leite?”
Argelino: “coffee expresso” e aponta novamente para o café do outro cliente
Atendente: “curto ou longo?”
Argelino: “I don’t speak Portuguese”
Outro cliente: “moça, dá um café igual ao meu para ele”
Argelino: “how much?”
Atendente: sem resposta
Argelino: “quanto custa?” e coloca várias moedas em cima do balcão
Atendente: aponta a quantidade de moedas necessárias
Argelino: recolhe as moedas que sobraram e espera pelo café

Não pague este mico!! Você pode sofrer nas duas situações: pode ser o turista ou o atendente…

Se você pensou: “os turistas que devem aprender Português”, veja que o argelino arriscou algumas palavras – e foi o que o salvou.

Agora, imagine você viajando para Argélia. Você aprenderia Árabe para isso? Ou aprenderia algumas palavras básicas para sobrevivência?

Portanto, não há desculpas: ficando no Brasil ou viajando, aprender Inglês é necessário para evitar estes micos.

Bons estudos!!

Karen

Se não praticar, seu Inglês vai enferrujar

Olá pessoal

Muitas pessoas quando terminam um curso de Inglês, apenas colocam no currículo o nível que atingiram e param por aí.

A questão é que se você não continuar praticando, mesmo após terminar um curso ou um livro, você vai esquecer muito conteúdo e vai encontrar dificuldade quando precisar usar o Inglês.

Dicas para não enferrujar:

1) Assine uma revista ou leia notícias diariamente na internet, em Inglês.

2) Assista programas sem legenda.

3) Procure oportunidades para escrever ou falar em Inglês. Use a internet para encontrar pessoas para conversar ou trocar e-mails.

 

Não pare nunca de estudar!

“Educação enferruja por falta de uso. E, detalhe: não é frescura.” Martha Medeiros

Bons estudos!

Karen