Não se sinta obrigado a aprender Inglês

Olá pessoal

Muitas pessoas me dizem que não conseguem aprender Inglês pois para elas o idioma é uma “obrigação”, uma tarefa árdua, um grande esforço e assim, acabam criando um bloqueio mental e rejeitam as aulas, não sentem vontade de estudar por conta e odeiam fazer lição de casa.

Se você sente isso, minha recomendação é: não se sinta obrigado a aprender Inglês. Procure entender suas necessidades pelas quais você quer aprender o idioma e o que elas lhe trarão de satisfação e benefício no futuro. Pense: “por que quero aprender e por que ficaria isso me deixaria mais feliz?”.

Exemplo – se eu falasse Inglês, eu conseguiria:

- me comunicar com pessoas de outro país no meu trabalho com maior facilidade. Ficaria mais confortável nas reuniões e conferências.

- cantar uma música no karaokê sem que as pessoas rissem de mim.

- ler uma revista ou livro sem dificuldade e sem precisar traduzir tudo para entender o conteúdo.

- escrever um e-mail facilmente, sem precisar recorrer a tradutores na internet.

 

Pense a respeito e bons estudos!!

See you soon,

Karen

Os imprevistos do dia-a-dia

Olá pessoal

Hoje quero chamar a atenção para os imprevistos do dia-a-dia que podem atrapalhar seus estudos.

Aí vão algumas dicas para se atentar diariamente:

- evite faltar às aulas – honre o compromisso com seu professor e colegas. Caso haja algum imprevisto, tente remarcar ou repor as aulas. Um cancelamento uma ou outra vez pode acontecer, porém, se toda semana você falta a alguma aula, isso é um problema.

- faça as lições de casa – elas vão te ajudar a fixar os conteúdos e se preparar para as próximas aulas.

- se você faz um curso online, tenha um horário fixo ou separe algumas horas por semana para se dedicar aos estudos.

- priorize seus estudos – sempre que surgir um imprevisto, coloque em primeiro lugar seus estudos para depois encaixar o imprevisto nas suas tarefas.

Imprevistos acontecem. Cabe a você gerenciá-los e não deixar que estes imprevistos impeçam seus estudos.

Até logo,

Karen

 

Padronização no ensino de idiomas

Olá pessoal

Hoje observo que cada vez mais há a padronização no ensino de idiomas. O que isso significa? Significa que cada vez mais as escolas adotam “receitas de bolo” para ensinar Inglês – todo mundo aprende da mesma forma, independente de suas dificuldades e facilidades com cada metodologia.

Com isso, muita gente se desmotiva quando não consegue aprender. Muitas vezes, a forma como a escola passa as lições não é a forma que o aluno tem mais facilidade de aprender.

Sendo assim, recomendo que você tente identificar qual é a forma que você tem mais facilidade para aprender e busque em seu dia-a-dia como aplicar isso.

Exemplos:

1) Se você tem facilidade para estudar por conta, opte por cursos online e autodidatas.

2) Se você gosta de falar com muita gente, opte por aulas em grupos.

3) Se você prefere praticar com poucas pessoas, faça aulas particulares e aos poucos, conforme sentir segurança, inicie a falar com mais pessoas.

4) Se você gosta de escrever, tente publicar frases e textos em Inglês em redes sociais.

5) Se você gosta de filmes e seriados, assista pela internet sem legenda ou com legenda em Inglês.

 

Uma escola de idiomas criou um teste que pode ajudá-lo a identificar seu método preferido de aprender. Clique aqui para fazer o teste.

Bons estudos!

Karen

 

Preguiça de estudar

Olá pessoal

Hoje vou dar dicas de como vencer a preguiça de estudar.

Ninguém é de ferro e muitas vezes temos esse sentimento que nos leva a deixar os estudos para depois. O que preocupa é quando esse sentimento é constante e o “depois” nunca chega. Ou seja: você adia os estudos permanentemente, sem nem tocar em seus materiais.

Se este é o seu caso, aí vão as dicas:

1) Foque em seu objetivo

Tenha em mente o motivo principal pelo qual você estuda e sempre que a preguiça aparecer, pense em seu objetivo e que precisa se esforçar para alcançá-lo.

2) Estude em local adequado

Nada de estudar na cama ou no sofá, muito menos deitado! Procure um local adequado para se sentar e estudar.

3) Não estude logo após grandes refeições

Com o estômago cheio, seu organismo começará a fazer a digestão e o sono pode chegar. Dê um intervalo de cerca de 30 minutos após grandes refeições.

4) Estabeleça horários de pausas

Marque pequenas pausas (15 a 30 minutos) para descansar e não fuja destes horários.

5) Fuja das distrações

Nada de estudar com a TV ligada, ou com o Facebook ativado. São pequenas distrações que podem desviar sua atenção.

 

Bons estudos!

Karen

“Eu não gosto de Inglês”

Olá pessoal

Com certa frequência ouço pessoas que dizem que não conseguem estudar Inglês pois não gostam do idioma. Assim, não conseguem focar nos estudos.

Se você é uma dessas pessoas, a dica que dou é tentar identificar assuntos que você goste e que possam ser trabalhados em Inglês.

Exemplos:

- gosta de cozinhar? Procure receitas em Inglês para fazer em casa.

- gosta de esportes? Assista partidas em Inglês, leia histórias de jogadores e times em Inglês.

- gosta de animais? Pesquise sobre seus bichinhos favoritos, junte-se à comunidades para falar sobre eles, em Inglês.

É claro que nada disso dispensa as aulas que você precisa fazer, porém, incorporar estas pequenas ações em seu dia-a-dia vai tornar o aprendizado mais prazeroso.

See you soon,

Karen

Por que queremos aprender Inglês?

Olá pessoal

Estamos no início de 2014 e caso o item “aprender Inglês” esteja em sua lista de metas do ano, recomendo que você entenda também o motivo pelo qual “aprender Inglês” é um objetivo para você.

Por que você precisa falar Inglês? O que você quer conquistar com esse idioma? Quais benefícios você espera obter ao aprender Inglês?

Quando você possuir bem claro seu objetivo em mente, será mais fácil e mais motivante alcançar esta meta.

Para fazê-lo refletir sobre esse assunto, dê uma olhada neste vídeo do TED.com.

See you soon,

Karen

Como se preparar para as férias

Olá pessoal

Falta pouco para 2013 acabar e muitas pessoas já programam (ou programaram) as férias tão merecidas.

É um momento para relaxar, porém, o que acontece com certa frequência é que muitos param de estudar em Dezembro e retornam em Fevereiro, ou até mesmo aguardam o Carnaval para retomar os estudos. O que era para ser uma pausa para recarregar as baterias, acaba sendo um intervalo improdutivo que pode até mesmo fazer com que o aluno retroceda nos estudos, por não ter praticado o idioma por dois meses, esquecendo de muito conteúdo.

Como se preparar para as férias, sem comprometer o descanso e ao mesmo tempo praticando Inglês para não cair no esquecimento? Aqui vão algumas dicas:

1) Separe algumas horas por dia para praticar – pode ser lendo um livro, revista, notícias na internet, vídeos, filmes sem legenda. Escolha assuntos de seu interesse, que geralmente você leria ou assistiria em Português e escolha pela versão em Inglês.

2) Se fizer uma viagem internacional, aproveite para exercitar a fala – não tenha vergonha de se expor (afinal, você é turista e totalmente compreensível que não fale 100% a língua do país onde está). Faça amizade com pessoas de outros países e mantenha contato com elas quando retornar da viagem.

3) Peça lição de casa ao seu professor – muitas escolas não dão aula em Janeiro, mas muitos alunos trabalham normalmente neste mês, parando apenas nas últimas semanas de Dezembro. Se este é o seu caso, peça ao seu professor tarefas extras para estudar em Janeiro – programe-se para fazer as lições no mesmo horário em que normalmente você estaria nas aulas de Inglês.

4) Faça sua matrícula ainda em 2013. Não deixe para procurar uma escola ou um professor em Janeiro ou Fevereiro. O quanto antes começar, melhor será seu aproveitamento.

Férias são necessárias para descansar, porém, não podem tirar o foco de seus objetivos maiores na vida. Se quer aprender um idioma, tem que se dedicar e há formas de fazer isso sem sacrificar sua qualidade de vida.

Espero que tenha ajudado e boas férias!!!

Karen

Entradas Mais Antigas Anteriores

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.